14 de nov de 2012


LISTA DE EXERCÍCIOS PARA O FERIADÃO (9 ANO)
Obs. Responder os exercícios em sulfite.
Utilizar as fórmulas e deixar os cálculos na folha.
Não será aceito apenas as respostas.
Entregar na 5ª feira 22/11/12

FÍSICA (Velocidade Média e Aceleração)

1) Um móvel percorre uma distancia de 1200 m em 4 min. Qual a sua velocidade escalar media em m/s?

2) Uma partícula percorre 30 m com velocidade escalar media de 36 km/h. Em quanto tempo faz este percurso?

 

3) O velocímetro de um carro indica 72 km/h.Expresse a velocidade deste carro em m/s.

 

4) Uma velocidade de 36 km/h corresponde a quantos metros por segundo? E 15 m/s correspondem a quantos quilômetros por hora?

 

5) A velocidade escalar média de um certo ponto material, num dado intervalo de tempo, é de 180Km/h. Exprima essa velocidade em m/s.

 

6) Quando o brasileiro Joaquim Cruz ganhou a medalha de ouro nas Olimpíadas de Los Angeles, correu 800m em 100s. Qual foi sua velocidade média.

 

7) Se um ônibus andar à velocidade de 50km/h e percorrer 100km, qual será o tempo gasto no percurso?

 

8) A distância de Madri a Nova Iorque é de aproximadamente 5600 quilômetros. Um avião percorre essa distância em 7 horas. Qual é a sua velocidade média?

9) Um veiculo aumenta sua velocidade de 15 m/s para 20 m/s num intervalo de tempo de 10 s .Nesse intervalo de tempo, qual foi sua aceleração média?

10) O guepardo´é capaz de alcançar a velocidade de 72 km/h em 2 s. Qual a aceleração do guepardo em metros por segundo ao quadrado?

QUÍMICA (substância pura e mistura / sistemas homogêneo e heterogêneo)

11) As substâncias que constituem um mistura não se combinam entre si. Cada substâncias conserva suas propriedades específicas. As misturas podem ser heterogêneas ou homogêneas.

a) O que é uma mistura heterogênea? Cite dois exemplos.

b) O que é uma mistura homogênea? Cite dois exemplos.

12)  Identifique uma diferença fundamental entre substância pura composta e mistura.

13)  Sistema que apresenta as mesmas propriedades em todos os pontos é:

a) heterogêneo. b) homogêneo. c) trifásico. d) uniforme.

 

14) O ar atmosférico é um sistema:

a) heterogêneo. b) homogêneo. c) trifásico. d) unigasoso.

 

15) Por que o ar é um sistema homogêneo?

a) Porque é formado de um só tipo de gás.

b) Porque é incolor.

c) Porque apresenta as mesmas propriedades em todos os pontos.

d) NDA.

16) Classifique os sistemas abaixo em:

1 – homogêneo 2 – heterogêneo

 

a) água com pouco sal ................................................. ( )

b) ar atmosférico ......................................................... ( )

c) água do mar ............................................................ ( )

d) água pura (destilada) .............................................. ( )

e) água com excesso de açúcar ................................... ( )

f) um recipiente contendo diversos gases ................... ( )

g) álcool com éter ....................................................... ( )

h) gasolina com querosene ......................................... ( )

i) quartzo ..................................................................... ( )

j) diversos gases misturados ....................................... ( )

17) Quanto ao número de fases, classifique os sistemas abaixo em:

1 – monofásico 2 – polifásico

 

a) água + ar .................................................................. ( )

b) vidro + água + óleo ................................................. ( )

c) leite .......................................................................... ( )

d) pólvora .................................................................... ( )

e) vinho ....................................................................... ( )

f) gasolina + querosene ............................................... ( )

g) quartzo .................................................................... ( )

h) água + éter + álcool ................................................ ( )

i) água com excesso de sal .......................................... ( )

j) uma mistura homogênea .......................................... ( )

18) Classifique os sistemas abaixo em:

 

a) substância pura simples

b) substância pura composta

c) mistura homogênea

d) mistura heterogênea

 

( ) água pura H2O

( ) álcool – C2H5OH

( ) sal + H2O (excesso)

( ) leite

( ) café

( ) gás carbônico – CO2

( ) gás nitrogênio – N2

( ) ar atmosférico

( ) água de torneira

( ) vidro

( ) granito

( ) sangue

( ) gelatina

( ) vapor d’água

( ) açúcar (excesso) + água

( ) gasolina

( ) ar + água

( ) liga metálica

( ) caipirinha

( ) água + gelo

 

19) Quais são substâncias puras simples e quais são compostas?

a) HC__________________________________________

b) H2 ___________________________________________

c) O3 ___________________________________________

d) Mg(OH)2 ______________________________________

e) CaCO3 ________________________________________

f) He ___________________________________________

g) KH __________________________________________

h) H2CO3 ________________________________________

i) CO2 __________________________________________

j) N2 ____________________________________________

 

 

15 de ago de 2011

QUEM SABE RESPONDER?????????

O que é um ponto marrom no pulmão ?

NOVIDADE SOBRE O CÂNCER!!!

Identificados genes que poderiam prevenir o câncer

Pesquisadores do Instituto Weizmann de Ciências, de Israel, identificaram vários genes que intervêm no processo que impede a divisão das células. Isso poderia prevenir o câncer, que se caracteriza pela reprodução celular sem limite. Quando uma célula normal responde ao sinal de divisão, simultaneamente o organismo ativa o "sistema de freio" que o impede, disse nesta terça-feira um porta-voz da instituição.

Em breve, estarei de volta!!!

Boa noite pessoal, vim pedir desculpas pela minha ausência!! Com as férias acabei não atualizando esse blog que adoro e muitas vezes acaba sendo nosso único meio de comunicação!
Beijokassss e me aguardemmmm....

muitos trabalhos, exercícios e pesquisas virão... hahahahahh

3 de jun de 2011

DICAS DE EXPERIENCIAS PARA A FEIRA DE CIENCIAS

FISICA TERMICA
 
PRODUÇÃO DE CALOR POR COMBUSTÃO


Objetivo
Mostrar um dos meios de obtenção de energia térmica: a combustão.
Contexto
Pode-se obter energia térmica por pelo menos três formas:
  • Combustão ou queima de materiais: transformação de energia química em energia térmica. Exemplo: a queima do gás no fogão de cozinha.
  • Atrito: transformação de energia mecânica em energia térmica. Exemplo: esfregar as mãos.
  • Resistência elétrica: transformação de energia elétrica em energia térmica. Exemplo: a resistência que aquece a água dentro do chuveiro.
Na queima de materiais há liberação de calor porque os gases que resultam da combustão estão numa temperatura muito maior que a do meio ambiente. Há propagação de energia térmica dos gases para todo o ambiente ao seu redor devido a essa diferença de temperatura. Para absorver a maior quantidade possível de calor, coloca-se um objeto que se deseja aquecer diretamente em contato com os gases produzidos pela combustão.
A queima de materiais é uma reação química, por isso precisa de duas substâncias para reagirem. Uma das substâncias é chamada de combustível e a outra de comburente. Exemplos de combustível: gasolina, álcool, madeira, papel e gás de cozinha. Exemplo de comburente: gás oxigênio. Essas substâncias dos exemplos de combustível e comburente são mais comuns no dia a dia, porém existem outras substâncias que podem reagir liberando energia térmica. Para as substâncias reagirem é necessário que hajam condições ambientais favoráveis. Uma das condições é a temperatura. Por isso é necessário uma fagulha de fogo para iniciar uma combustão, pois essa fagulha irá aumentar a temperatura de uma pequena parte das substâncias, possibilitando que haja uma reação química entre as substâncias combustível e comburente. Essa primeira reação química libera calor que aquece o resto da substância permitindo sua reação. Exemplo disso é gás butano (um combustível) no fogão de cozinha, que para pegar fogo (reagir com o oxigênio, que é um comburente) precisa da chama de um palito de fósforo ou de uma faísca elétrica. Observe que se não fosse assim, ao abrir a válvula do fogão o gás butano encontraria com o gás oxigênio e ocorreria a combustão automaticamente. Se o combustível em contato com gás oxigênio for aquecido até atingir a temperatura necessária para ocorrer a combustão, ocorrerá a combustão sem precisar da existência de uma fagulha de fogo. Por isso deve se tomar o cuidado de não deixar substâncias combustíveis onde elas possam ser aquecidas até entrar em combustão.
Idéia do experimento
Este experimento trata apenas da combustão e a idéia é mostrar que é necessário haver combustível e comburente para que ela ocorra. Para mostrar a necessidade do combustível e do comburente numa combustão coloca-se um copo sobre uma vela acessa. O copo não permite a entrada de oxigênio (comburente), então a combustão do barbante da vela (combustível) pára quando acaba o gás oxigênio de dentro do copo, ou seja, a vela apaga. Depois volta-se a acender a vela e colocar o copo sobre ela. Mas desta vez, antes da chama apagar, ergue-se o copo permitindo a entrada de gás oxigênio. A chama volta a se reanimar. Percebe-se então a necessidade do gás oxigênio para a existência da chama (combustão).
Tabela do material
 
Item Observações
Uma velapode ser apenas um pedaço, pois a vela tem que caber dentro de um copo
Um copotransparente de vidro
Uma caixa de palitos de fóforopara acender a vela

Montagem
  • Acenda a vela e fixe-a sobre uma mesa.
  • Coloque o copo sobre a vela.
  • Observe que a chama diminui até a vela apagar, pois o gás oxigênio que está no ar de dentro do copo vai sendo gasto na combustão. Quando a vela apaga é por que o gás oxigênio de dentro do copo terminou.
  • Tire o copo e acenda novamente a vela.
  • Coloque o copo sobre a vela outra vez. Quando a chama estiver apagando, levante o copo para entrar gás oxigênio.
  • Observe que para a chama não apagar será necessário erguer boca do copo até que fique próxima à chama, pois o gás oxigênio que tinha dentro do copo já foi usado na combustão.
Comentários
  • Cada substância na sua queima libera uma quantidade de calor diferente. A quantidade de calor que cada substância libera na combustão é chamada calor de combustão.
  • Antes de fazer essa experiência numa mesa, retire os papéis (cadernos e livros) que estiverem sobre a mesa.


ELETRICIDADE 


Bexigas Carregadas



 
Objetivo
    Mostrar a existência de cargas elétricas e suas propriendades.

Contexto
    Alguns materiais apresentam, sob determindas condições, fenômenos elétricos que podemos explicar usando um modelo teórico.
    Estes fenômenos são observados pelo homem desde a antigüidade. E desde então houveram vários modelos que foram propostos para tentar explicar a sua origem.
    O modelo que melhor explicou tais fenômenos é o modelo de cargas elétricas, que é usado até os dias de hoje. Este modelo prevê a existência de dois tipos de cargas elétricas, uma carga de sinal positivo e outra de sinal negativo.
    Para explicar os fenômenos elétricos que eram observados, foi proposta a lei da atração e repulsão: cargas elétricas de mesmo sinal se repelem entre si e cargas elétricas de sinais opostos se atraem entre si. Veja o esquema das leis de atração e repulsão na figura abaixo.
    Os materiais em seu estado fundamental são neutros; a somatória de suas cargas elétricas é nula.
    É por isso que os fenômenos elétricos só podem ser observados em determinadas condições, ou seja, para que haja repulsão ou atração entre dois ou mais materiais é preciso que a somatória de suas cargas não seja nula. Isso quer dizer que é preciso que hajam cargas positivas ou negativas em excesso no material.
    É possível fazer com que um material que está neutro fique carregado elétricamente. Para isso basta fornecer ou retirar algumas cargas elétricas neste material, fazendo com que ele fique com uma carga líquida positiva ou negativa. Este processo é chamado de eletrização.
    Há vários métodos de eletrização que são empregados, de forma que cada método é usado dependendo do resultado que se quer obter.
    A eletrização só se dá entre materiais isolantes, pois os materiais condutores não tem a capacidade de reter cargas elétricas, pois elas escoam pelo material.
    Já os materiais isolantes não permitem que as cargas se movimentem em seu interior.
    Neste experimento, para demonstrarmos a existência de cargas elétricas, utilizaremos do método de eletrização por atrito.
    Esta eletrização é feita com dois materiais de características elétricas diferentes. Um deve ter mais facilidade para receber cargas negativas, estes materiais são chamados de eletronegativos e o outro deve ter mais facilidade para doar cargas negativas, estes são chamados de materiais eletropositivos. Assim quando estes materias são atritados as cargas negativas migram de um material para o outro.
    Ao afastá-los um deles terá recebido cargas elétricas negativas, se tornando um material eletrizado negativamente. E o outro se tornará um material eletrizado positivamente, pois ao doar cargas negativas, ficou com excesso de cargas positivas em seu interior. Como mostra a figura abaixo.
    Podemos a partir daqui compreender como se dá a repulsão e a atração entre materiais carregados.
    Para que haja repulsão entre dois materiais, eles devem estar carregados com a mesma carga. Ao serem aproximados haverá uma força de repulsão entre eles que se opõe à aproximação. Veja a figura abaixo.
    Para que haja atração entre dois materiais é preciso que eles estejam carregados com cargas elétricas de sinais opostos ou que um deles esteja carregado e o outro neutro.
    A atração entre um material carregado e outro neutro é mais comum, pente e papel por exemplo, e pode ser explicado utilizando-se da idéia da formação de dipolos elétricos, fenômeno comumente citado como "separação de cargas".
    O átomo neutro torna-se um dipolo elétrico quando os centros de carga positiva e negativa se separam. Isto acontece quando ele é submetido à ação de outras cargas elétricas.
    Se um material tem uma superfície eletrizada e se aproxima de um material neutro elétricamente, os átomos do material neutro se tornarão dipolos elétricos (polarização) na região de aproximação.
    Por exemplo se aproximarmos um material eletrizado negativamente de um material neutro, as cargas negativas em excesso do material eletrizado vão atrair as cargas positivas dos átomos da região de aproximação e consequentemente vão repelir as cargas de sinal negativo destes átomos.
    Isso faz o átomo assumir uma nova distribuição espacial na forma de um dipolo, como se fosse um íma, positivo de um lado e negativo de outro. Como mostra a figura abaixo.
    Note que o material continua neutro, pois o número de cargas continua o mesmo. A atração é favorecida devido a formação dos dipolos.





Idéia do Experimento
    Se atritarmos uma bexiga com os cabelos ela se eletrizará, pois a bexiga é um material isolante e se eletriza por atrito.
    É importante ressaltar que para se conseguir uma boa eletrização, a bexiga e os cabelos devem estar limpos e secos.
    Para verificarmos a existência de cargas podemos fazer um experimento simples com duas bexigas.
    Um primeiro teste é a verificação da repulsão entre elas. Eletrizamos as duas bexigas por atrito com os cabelos. Assim, as duas bexigas receberão o mesmo tipo de carga dos cabelos e ao proximarmos uma da outra elas se repelirão. Note que para garantir que as bexigas irão se eletrizar com as mesmas cargas, elas devem ser do mesmo material e serem eletrizadas no mesmo cabelo. E para se garantir que elas irão se repelir as áreas de aproximação devem ser as mesmas áreas que foram eletrizadas. Veja a figura abaixo.
    Para verificarmos a atração entre dua bexigas, eletrizamos por atrito uma bexiga com os cabelos, e aproximamos esta de uma bexiga neutra.
    Devemos observar neste caso uma atração quando se aproxima a bexiga eletrizada da bexiga que está neutra. As cargas da superfície da bexiga neutra se rearranjarão em dipolos fazendo com que as bexigas se atraiam. Veja figura abaixo.
    Com os testes deste experimento, podemos mostrar a existência de cargas elétricas bem como suas propriedades de atração e repulsão.



Tabela do Material.

Item


Observações


Bexigas


Encontradas em lojas para festas, bazares, supermercados etc.

Montagem
  • Para fazer a atração entre as bexigas.
    • Encha duas bexigas de forma que elas fiquem firmes e pequenas.
    • Atrite uma delas no cabelo de uma pessoa. Atrite toda a superfície da bexiga no cabelo.
    • Aproxime a bexiga eletrizada da bexiga neutra.
  • Para fazer a repulsão entre as bexigas.
    • Encha duas bexigas de forma que elas fiquem firmes e pequenas.
    • Atrite as duas bexigas no cabelo de uma pessoa. Atrite toda a superfície das bexigas no cabelo.
    • Solte lentamente uma das bexigas sobre uma mesa e aproxime dela a bexiga que ficou na mão.
Comentários
  • Ao encher a bexiga ela deve ficar o menor possível, mas também deve ficar cheia o suficiente para que fique firme.
  • Ao atritar a bexiga com os cabelos, a bexiga e os cabelos devem estar limpos e secos.
  • Ao atritar a bexiga com os cabelos vá girando a bexiga, para que toda a sua superfície fique eletrizada.
  • Dê preferência para modelos pequenos de bexigas, pois ficam firmes e pequenas depois de cheias.

MECANICA


Queda de Moedas

 
Objetivo
    Demonstrar que os objetos, quando em queda livre, gastam o mesmo tempo para cair uma mesma altura, independentemente de suas trajetórias. Ou seja: o objeto que cai em curva gasta o mesmo tempo para chegar ao chão que um objeto idêntico solto ao mesmo tempo da mesma altura mas que cai verticalmente.

Contexto
    É comum de se pensar que o objeto lançado para cima em curva leva mais tempo para voltar ao solo do que se este objeto fosse lançado verticalmente. Esta é uma concepçao incorreta decorrente do fato verdadeiro que a distância total percorrida pelo objeto lançado em curva ser maior que daquele lançado verticalmente. Porém o movimento vertical é determinado pela atração gravitacional, que é tal que puxa os objetos em relação à Terra com a mesma velocidade, indepentemente da trajetória (e até da massa deles).

Idéia do Experimento
    A idéia do experimento é fazer um lançamento ao mesmo tempo de dois objetos idênticos só que com duas trajetórias diferentes: uma vertical e outra em curva. Pelo som dos objetos batendo no piso, pode-se deduzir que eles chegaram ao mesmo tempo, indepentemente da trajetória.
Tabela do Material

Ítem


Observações

Réguacomum de 30cm
Duas moedas idênticas
Montagem
  • Coloque a régua sobre a mesa de forma que metade dela fique para fora.
  • Coloque uma moeda sobre a régua do lado de fora e a outra entre a régua e a mesa.
  • Bata de fora para dentro de forma que a régua lance uma moeda e deixa que a outra caia em queda livre.

Comentários
  • É preciso treinar algumas vezes para que o lançamento fique sincronizado de forma a demostrar o proposto.

    Esquema geral




18 de mai de 2011

TRABALHO AVALIATIVO - REVISÃO DE QUÍMICA PARA O 9º ANO

OBS. ENTREGAR DIA 30/05, IMPRESSO, POR SER UM TRABALHO EXTENSO.




Instruções para os exercícios: 1 à 3
Z = numero atômico de um átomo (é também igual ao numero de prótons);
N = número de nêutrons;
A = número de massa de um átomo;
Fórmula para o calculo do número de massa: A = Z + N
(o número de massa de um átomo é soma dos protons e dos nêutrons que
se encontram no núcleo atomico).
Representação:
 
(1)FUVEST – SP: O atomo constituído de 17 protons, 19 neutrons e 17
eletrons apresenta, respectivamente, número atomico (Z) e numero de
massa (A) iguais a:
(a) 17 e 17
(b) 17 e 18
(c) 18 e 17
(d) 17 e 35
(e) 35 e 17

(2) MACKENZIE – SP: O número de protons, de elétrons e de nêutrons do
atomo
(a)17, 17, 18
(b)35, 17, 18
(c)17, 18, 18
(d)17, 35, 35
(e)52, 35, 17

(3) Escolha cinco elementos químicos e escreva quais são os números de protons (Z), de massa (A), de nêutrons (N) e de eletrons (e)  de cada um deles.
(4)UFMA: Em um atomo com 22 eletrons e 26 neutrons, seu numero
atomico e numero de massa são, respectivamente:
(a)22 e 26
(b)26 e 48
(c)26 e 22
(d)48 e 22
(e)22 e 48


(4) PUC – MG: Considere os seguintes dados:


Átomo      Prótons      Neutrons     Eletrons

I                     40                40              40
II                    42                38              42

Os átomos I e II:
(a) são isótopos
(b) são do mesmo elemento
(c) são isóbaros
(d) são isotonos
(e) têm o mesmo numero atomico

(5) UFPA: Os isotopos do hidrogenio receberam os nomes de protio ( 1H1), deutério (1H2) e trítio (1H3). Nesses átomos os números de nêutrons são,respectivamente:
(a)0, 1, 2
(b)1, 1, 1
(c)1, 1, 3
(d)1, 2, 3
(e)2, 3, 4

(6)  Um átomo de número atômico Z e número de massa A:

a) tem A nêutrons.                                            
b) tem A elétrons.                                             
c) tem Z prótons.
d) tem A – Z nêutrons.
e) tem Z elétrons.


(7) (MACK) Indique a alternativa que completa corretamente as lacunas do seguinte período: “Um elemento químico é representado pelo seu ___________ , é identificado pelo número de __________ e pode apresentar diferente número de __________ .”

a) nome – prótons – nêutrons.
b) nome – elétrons – nêutrons.
c) símbolo – elétrons – nêutrons.
d) símbolo – prótons – nêutrons.
e) símbolo – – elétrons – nêutrons.

8) (OSEC) São dados três átomos genéricos, A, B e C. O átomo A tem número atômico 70 e número de massa 160. O átomo C tem 94 nêutrons, sendo isótopo de A. o átomo B é isóbaro de C e isótono de A. O número de elétrons do átomo B é:
9) Considere os isótopos:
16S32, 17Cl35, 19K39, 20Ca40. Em relação às partículas a seguir, formadas a partir dos isótopos referidos, S2-, Cl-, K+, Ca2+, há uma afirmativa correta. Identifique-a:

a) S2-, Cl-, K+, Ca2+ são isótonos.
b) S2-, Cl-, K+, Ca2+ têm o mesmo número de prótons.
c) S2-, Cl-, K+, Ca2+ são isóbaros.
d) S2-, Cl-, K+, Ca2+ são isoeletrônicos.
e) S2- e Ca2+ têm o mesmo número de prótons e Cl- e K+ têm o mesmo número de nêutrons.


RESOLVAM COM MUITA CALMA!!!
DEIXEM OS CALCULOS DOS ELÉTRONS, PRÓTONS E NEUTRONS, REALIZADOS EM CADA EXERCÍCIO.




12 de mai de 2011

38 CURIOSIDADES SOBRE O CORPO HUMANO

1. É verdade que não se consegue digerir o chiclete, mas se engolires um, ela não se cola ao estômago, por isso, não faz mal engoli-lo.

2. Ao lamber um selo se consome 1 décimo de caloria.

3. O nosso estômago tem de produzir uma nova camada de muco de 2 em 2 semanas. Caso contrário digeria-se a ele próprio.

4. É impossível espirrar com os olhos abertos. (NÃO TENTEM ISTO EM CASA).

5. As pessoas inteligentes têm mais cobre e zinco no
cabelo.

6. O músculo mais potente do corpo é a língua.

7. É impossível suicidar-se parando a respiração.

8. Os nossos olhos são sempre do mesmo tamanho, desde o nascimento, enquanto que as orelhas e o nariz nunca param de crescer.

9. É impossível lamber o cotovelo.

10. O suor não tem odor. São as bactérias da pele que criam o cheiro.

11. Apenas uma
pessoa em cada 2 bilhões viverá mais de 116 anos.

12. Se gritares durante 8 anos, 7 meses e 6 dias, a
energia libertada é igual à necessária para aquecer uma chávena de café.

13. O coração bombeia o sangue com uma pressão suficiente para esguichar o sangue a uma altura de 9 metros.

14. Os destros vivem em média 9 anos a mais do que os canhotos.

15. Uma pessoa pisca os olhos aproximadamente 25 mil vezes por dia.

16. Se as doenças do coração, o cancro e os diabetes fossem erradicados, a expectativa de vida do homem seria de 99,2 anos.

17. A cada ano, 98% dos átomos do nosso corpo são substituídos.

18. O crânio tem 29 ossos.

19. As
unhas da mão crescem aproximadamente 4 vezes mais rápido que as do pé.

20. Os pés possuem um quarto dos nossos ossos.

21. 15 vezes ao dia é o número médio de vezes que um adulto normal dá risada. No entanto uma criança ri em média 400 vezes por dia.

22. 4 kg é o peso do cérebro humano. Este consome 25% do oxigênio que respiramos.

23. Uma pessoa normal tem á volta de 1460 sonhos por ano.

24. Todos temos 300 ossos quando nascemos, mas chegamos a adultos apenas com 206.

25. A força necessária para dar três espirros consecutivos, queima exatamente o mesmo numero de calorias que um orgasmo.

26. Cada soluço dura menos de 1 segundo e ocorrem com um frequência normal e regular de 5 a 25 vezes por minuto. O livro dos recordes menciona um soluço que durou 57 anos.

27. Por cada sílaba que o homem fala, 72 músculos entram em movimento. Para sorrir, são utilizados 14 músculos. Para beijar, 29.
28. O intestino delgado mede entre 6 a 9 metros. O intestino grosso tem 1,5 metros, mas é 3 vezes mais largo.

29. Um adulto elimina 3 litros de água por dia, por meio da urina, suor e da respiração.

30. O corpo humano é formado por 70% de água, que corresponde a metade do nosso peso. No organismo, a água transporta alimentos, resíduos e sair minerais; lubrifica tecidos e articulações; conduz glicose e oxigênio para o interior das células, e regula a temperatura.

31. Se não exercitarmos o que aprendemos, esquecemos 25% em seis horas, 33% em 24 horas e 90% em seis meses.

32. Com uma média de 70 batidas por minuto, o coração bate 37 milhões de vezes por ano.

33. Se dormirmos, em média, 8 horas por dia, aos 40 anos teremos dormido 13 anos.

34. O olho humano é capaz de distinguir 10.000.000 de diferentes tonalidades.

35. Você fala sem pensar? Os cientistas calcularam que a velocidade de um pensamento é de 240 km/h!

36. O esqueleto de um homem de 64 quilos pesa cerca de 11 quilos.

37. Em média, uma criança de 4 anos faz 437 perguntas por dia.

38. Numa vida, um ser humano passa, em média, 8 anos em filas de espera.38 curiosidades sobre o CORPO HUMANO

11 de abr de 2011

LISTA DE EXERCICIOS PARA SETIMO ANO

Essa lista de exercicios para entregar dia 18-04 (2 feira)
Obs. Pesquisar em livros e em sites relacionados (ciencias e biologia)
ENTREGAR EM SULFITE IMPRESSO.

EXERCÍCIOS – REINO PROTISTA
1.)               (UFPI-2003) Atualmente, biólogos da área de sistemática e evolução dos seres vivos incluem as algas como pertencentes ao reino Protista, e não ao reino Vegetal, como tradicionalmente se conhece devido à sua aparência com as plantas. A explicação para se classificar as algas como Protista e não como Vegetal está no fato da:
a) presença de células com parede celulósica.
b) ausência de envoltório nuclear em suas células.
c) ausência de tecidos e órgãos bem diferenciados.
d) presença de clorofila como pigmento fotossintetizante.
e) ausência de organelas celulares.

2.)               (PUCMG – 1997) As cianofíceas são denominadas "algas azuis". Elas compreendem organismos:
a) procariotas, autótrofos, providos de pigmentos fotossintetizantes não acondicionados no interior de organelas.
b) procariotas, heterótrofos, com mitocôndrias sintetizando compostos orgânicos.
c) eucariotas, autótrofos, com pigmentos fotossintetizantes dispersos no citoplasma.
d) eucariotas, heterótrofos, tendo cloroplastos como organela de síntese de compostos orgânicos.
e) eucariotas, mas sem revestimento nuclear e com pigmentos fotossintetizantes associados a pregas de membranas existentes no citoplasma.

3.) Em cianofíceas, ou cianobactérias, não se conhece nenhum processo de reprodução sexuada. Nesse grupo a variabilidade genética é causada especialmente por:
a) recombinação genética
b) mutação
c) permutação
d) conjugação
e) cruzamentos seletivos

4.) (UFMG-1995)Entre os vários grupos de microrganismos existe um que é representado por seres unicelulares procariontes que podem ser utilizados na produção industrial de insulina humana. Esse grupo é constituído por
a) bactérias.
b) bacteriófagos.
c) fungos.
d) protozoários.
e) vírus.

5.) (Mackenzie-1996) Seres vivos capazes de se desenvolver em meios onde outros não conseguem, por possuírem características adequadas para isso, como a capacidade de realizar a fotossíntese e de fixar o nitrogênio atmosférico. Essas referências são feitas às:
a) bactérias em geral.
b) algas clorofíceas.
c) algas cianofíceas.
d) euglenófitas.
e) plantas em geral.


6.) (Mackenzie-1997) Todos os indivíduos pertencentes ao reino Monera, em sua célula, não apresentam:
a) DNA.
b) ribossomo.
c) plasto.
d) clorofila.
e) membrana plasmática.

7.) (UFMG-1997) Conforme noticiado na imprensa em abril de 1996, as mortes de pacientes submetidos à hemodiálise em um hospital de Caruaru, Pernambuco, foram devidas á presença de algas azuis na água utilizada nos aparelhos de hemodiálise. A provável ação das algas azuis foi a
a) competição pelo O‚ livre no sangue levando à cianose.
b) formação de colônias levando à obstrução de vasos sangüíneos.
c) liberação de toxinas na água provocando lesões hepáticas.
d) utilização do nitrogênio das proteínas acarretando deficiência nutricional.

8.) (UFPE-2001) Em certas regiões do nordeste brasileiro são utilizados, na construção de habitações rurais, tijolos de diatomitos constituídos por carapaças compactadas de diatomáceas. Esse material corresponde a:
a) algas feofíceas ou algas pardas (marrons).
b) algas crisofíceas ou douradas.
c) artrópodos (quilópodos e diplópodos).
d) poríferos ou esponjas.
e) moluscos gastrópodos.

9.) (UNESP-2003) Maré vermelha deixa litoral em alerta. Uma mancha escura formada por um fenômeno conhecido como "maré vermelha" cobriu ontem uma parte do canal de São Sebastião (...) e pode provocar a morte em massa de peixes. A Secretaria de Meio Ambiente de São Sebastião entrou em estado de alerta. O risco para o homem está no consumo de ostras e moluscos contaminados. (Jornal "Vale Paraibano", 01.02.2003.) A maré vermelha é causada por:
a) proliferação de algas macroscópicas do grupo das rodófitas, tóxicas para consumo pelo homem ou pela fauna marinha.
b) proliferação de bactérias que apresentam em seu hialoplasma o pigmento vermelho ficoeritrina. As toxinas produzidas por essas bactérias afetam a fauna circunvizinha.
c) crescimento de fungos sobre material orgânico em suspensão, material este proveniente de esgotos lançados ao mar nas regiões das grandes cidades litorâneas.
d) proliferação de liquens, que são associações entre algas unicelulares componentes do fitoplâncton e fungos. O termo maré vermelha decorre da produção de pigmentos pelas algas marinhas associadas ao fungo.
e) explosão populacional de algas unicelulares do grupo das pirrófitas, componentes do fitoplâncton. A liberação de toxinas afeta a fauna circunvizinha.

10) (UFSCAR-2000) Pode-se afirmar que fitoplâncton:
a) é constituído por organismos heterótrofos.
b) representa a comunidade dos produtores do plâncton.
c) não depende da presença de luz para se desenvolver.
d) representa a comunidade dos consumidores do plâncton.
e) é representado por organismos que se deslocam ativamente na água.

11.) (UFRS-2000) Considere as afirmações abaixo sobre os grupos das algas e dos liquens.
I- As algas planctônicas marinhas constituem a principal fonte alimentar para a maioria dos animais que habitam as águas profundas.
II- O fitoplâncton é responsável por grande parte do oxigênio produzido pelos vegetais.
III- As algas e os liquens podem ser excelentes bioindicadores, respectivamente, da qualidade das águas e da qualidade do ar. Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) Apenas II e III.

12.) (FUVEST-2001) Os líquens da tundra ártica constituem a principal fonte de alimento para renas e caribus durante o inverno. As substâncias orgânicas do alimento desses animais, portanto, são primariamente produzidas por um dos organismos componentes do líquen. Qual é esse organismo e que processo ele utiliza para produzir substâncias orgânicas?
a) Um fungo; fermentação.
b) Um fungo; fotossíntese.
c) Um protozoário; fermentação.
d) Uma alga; fotossíntese.
e) Uma cianobactéria; quimiossíntese.

13.) (UEL-1999) Clorofíceas, feofíceas e rodofíceas ocorrem tanto em água doce como no mar, mas cada um desses grupos é mais abundante em um dos ambientes citados. Assinale a alternativa da tabela que contém os principais ambientes nos quais esses diferentes tipos de algas predominam.
a) CLOROFÍCEAS: água doce    FEOFÍCEAS: água doce    RODOFÍCEAS: água doce
b) CLOROFÍCEAS: água doce    FEOFÍCEAS: água doce    RODOFÍCEAS: mar
c) CLOROFÍCEAS: água doce    FEOFÍCEAS: mar    RODOFÍCEAS: mar
d) CLOROFÍCEAS: mar    FEOFÍCEAS: mar    RODOFÍCEAS: água doce
e) CLOROFÍCEAS: mar    FEOFÍCEAS: mar    RODOFÍCEAS: mar

15.) (UFC-2001) A vida nos mares depende do fitoplâncton flutuante, constituído, principalmente, por diatomáceas e dinoflagelados. Considere as afirmações abaixo sobre as algas planctônicas.
I. Todas são organismos procariontes.
II. Constituem a base que sustenta a cadeia de alimentação nos mares e lagos.
III. São os principais responsáveis pela presença de oxigênio na atmosfera.
A análise das afirmações nos permite concluir corretamente que:
a) apenas II está correta.
b) II e III estão corretas.
c) I e II estão corretas.
d) apenas III está correta.
e) I e III estão corretas.
Template by Rosângela Coelho - Só Templates